sexta-feira, 9 de outubro de 2009

A caça ao voto é uma daquelas coisas fantásticas! Assim...até eu votava nele!

"Na Alemanha do século XIX, Karl Marx ( 1818 -1883), universitário da classe média, fixa a sua atenção nas enormes desigualdades entre as classes altas e as classes inferiores, especialmente entre os grandes proprietários da indústria pertencentes à alta burguesia e respectivos operários." Impressões

Olhando, para muito do que esta campanha autárquica foi (ou está a ser), verificamos que o fosso social existente entre ricos e pobres é (temporariamente) inexistente!

É nestas alturas, de campanha eleitoral, que a sociedade ideal segundo o conceito Marxista se aproxima, na sua plenitude, naquilo que um país, socialmente, deveria ser!

Caravanas ou comitivas eleitorais que, por amor ao partido, por obrigação, por persuasão, ou somente por fome (alimentar) se fazem acompanhar de bandeirinhas, propaganda politica com um 'rumo', um 'cover' musical propositadamente adaptado ao candidato e um ensurdecedor toque de buzinas a alimentar o refrão da campanha, é coisa que o povo já tem o privilégio de assistir alguns anos.

No entanto, por inovação ou desespero, a novidade deste ano prende-se com o facto de existir um candidato a presidente da autarquia que, no final dos comícios entre promessas eleitorais e promessas de rancho melhorado, disponibiliza os seus Mercedes (topo de gama) para proceder ao transporte dos mais desfavorecidos.

O 'dedopolitico', constatou que o candidato a presidente terminava os seus comícios com as seguintes palavras : "-e agora... a festa continua na Cidade! - Venham minha gente, que há muito que comer e que beber em Famalicão!". Este facto proporcionou-lhe, mesmo que inconscientemente, uma das mais belas visões celestiais obtida aqui na terra.

Proporcionar ao mais humilde dos desgraçados (ou mesmo, ao maior dos borracholas) a oportunidade única de dar uma voltinha num bólide de topo de gama, na companhia de tão belas e esculturais figuras femininas da 'alta sociedade' famalicense, pertencentes à comitiva deste candidato; fez o 'dedopolitico' concluir que Marx era sem dúvida um homem inteligentissimo!

Pena é...ups!, que não haja...ups! eleições todas as semanas!

0 Caixa do leitor: